Proteção de crianças e adolescentes na internet

O Ministério da Justiça e Segurança Pública lançou um site com orientações sobre ferramentas tecnológicas e dispositivos legais para proteger crianças e adolescentes na internet.

ouvir

O site De Boa na Rede foi produzido em conjunto com outros órgãos públicos e empresas globais de tecnologia.

Guia de uso de plataformas virtuais: O site tem o formato de um guia que informa, passo a passo, como pais e cuidadores podem administrar o uso de plataformas virtuais como o Google; TikTok; Kwai; Youtube; Facebook; X(antigo Twitter) e o Discord. O site também traz dicas de como proteger a privacidade e a segurança de crianças e adolescentes em jogos online.

Espaço para denúncias : O site oferece um espaço destinado às orientações sobre as formas de denunciar eventuais abusos ou práticas ilícitas no ambiente virtual, bem como um campo com orientações sobre como conversar com as crianças e adolescentes sobre os potenciais perigos da internet. O site também permite fazer denúncias às empresas responsáveis pelo conteúdo veiculado ou a uma delegacia especializada em crimes cibernéticos.

Importância da iniciativa: O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, comentou que o número de operações da Polícia Federal contra crimes cibernéticos cujas vítimas eram crianças ou adolescentes aumentou 70% de 2022 para 2023. Ele disse que é preciso frear o processo de radicalização e polarização no ambiente virtual. A coordenadora de Enfrentamento às Violências, do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania, Nayara Lopes, disse que o programa De Boa na Rede visa a garantir os direitos e segurança dos internautas, em particular de crianças e adolescentes.

Compartilhe nas suas redes socias!