Curso sobre democracia

Manifestantes fazem ato contra governo no dia 8 de janeiro 2023

Aos réus do malfadado 8/1 foi oferecido um acordo de não persecução que consiste entre outras obrigações, a de comparecerem a um curso sobre democracia.

Aqueles que optarem pelo acordo = transação penal, terão cláusula de não persecução penal (ANPP) = suspensão do processo, obrigando os réus acusados pelos atos de 8 de janeiro – que aceitarem os termos – a participarem de um curso que vai tratar sobre Estado Democrático de Direito e golpe de Estado com aulas presenciais e duração de cerca de dez meses.

O objetivo é abrir a cosmovisão dessas pessoas e tirá-las da alienação — (maravilha – por favor, livros – muitos livros e redações).

Enquanto há pouco tempo havia uma parcela da população (muito assemelhada aos projetos de golpistas do 8/01) que bradava aos quatro cantos que a essa geração faltam aulas de moral e cívica, cantar hino e outros penduricalhos que ilusoriamente significariam maior patriotismo, justamente a essa porção que se diz “patriota” serão ministradas aulas para que entendam efetivamente o que significam pátria e democracia.

É preciso que gente crescida vá para a sala de aula aprender que defecar em prédio público pode ser tudo, menos expressão democrática. É preciso ensinar barbados que em um estado democrático as eleições são soberanas (quer o resultado agrade, quer não). E neste momento é essencial que aquela gente entenda que há instituições, há leis, há limites para o extravaso das próprias sandices. Aliás, para isso existe o conjunto de leis: para que ninguém imponha sua vontade sobre os demais e principalmente, não ataque o estado como se suas paixões fossem a lei.

Pátria é composta por gente! Por direitos! Por diversidade, por patrimônio público, por poderes legalmente constituídos… Parece óbvio, mas quem chamou ET com celular na cabeça, precisa urgentemente das aulas mais básicas. Terão.

Urgente! Incluam interpretação de textos – múltiplos e diversos = de temas diversos… É preciso que as pessoas aprendam a identificar o absurdo, a mentira, a paranóia, a sandice. E sempre e sempre, com o fim maior: entender que a democracia é o pior sistema, depois de todos os outros (olha só uma frase interessante sobre interpretação de texto para iniciar o curso).

P.s. Parabéns ao idealizador!

Compartilhe nas suas redes socias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *